idosos-podem-tomar-colágeno

Idosos podem tomar colágeno? Veja como incluir a proteína na rotina!

O tempo passa e com ele vem o envelhecimento natural, junto com a perda da capacidade de produzir e processar diversas substâncias que o nosso corpo precisa. O colágeno é uma delas, especialmente para pessoas com a idade mais avançada. Por isso, muitas pessoas se perguntam se idosos podem tomar colágeno.

Mesmo para pessoas que sempre levaram uma vida saudável, é normal sentir os efeitos naturais do envelhecimento. Entre esses sinais estão perda da massa muscular, rugas na pele, osteoporose, fragilidade do cabelo, etc.

Por isso, idosos podem tomar colágeno para fortalecer o organismo e diminuir esses fatores naturais, garantindo mais qualidade de vida.

Como o corpo muda com o avanço da idade?

 

Para entender melhor como isso funciona, vamos ver alguns dados. Entre alguns outros efeitos, a perda muscular faz parte do processo natural do envelhecimento. Portanto, muitos idosos podem tomar colágeno para auxiliar e fortalecer o organismo nesse período.

Pesquisas mostram que, após os 50 anos, há uma redução de 1% a 2% de massa muscular por ano. Assim, anualmente, a força do corpo diminui 1,5% e, após os 60 anos, esse percentual acelera para 3%. 

Por conta disso, uma alimentação balanceada junto a uma rotina de atividades físicas são grandes aliados, mas a suplementação pode fornecer ao corpo os nutrientes necessários nesta fase, promovendo a saúde e autonomia.

 

Como ter mais saúde consumindo colágeno?

 

O colágeno é uma proteína que tem funções muito importantes no organismo. Por ser uma substância natural, idosos podem tomar colágeno e agregar muitos benefícios à saúde.

Dessa forma, suas fibras agem como uma espécie de “armadura para o organismo”, auxiliando na proteção e no reforço de tecidos e órgãos em geral. Já para pele, ossos, cartilagens, tendões e ligamentos, o colágeno fornece hidratação, resistência, elasticidade e flexibilidade.

Ainda, o colágeno é reposto em nosso organismo por meio de uma alimentação equilibrada. Contudo, com o passar dos anos, nosso corpo não consegue fornecer a quantidade necessária de colágeno. Assim, é nesse momento que entra em cena a suplementação de colágeno.

O colágeno tipo I atua na pele, ajudando a reduzir as rugas e fortalecendo as unhas e cabelos. Já o colágeno tipo II atua na formação da cartilagem óssea. Então, em conjunto com vitaminas e minerais, o colágeno hidrolisado auxilia na redução da inflamação local e consequentemente da dor.

 

Por que idosos podem tomar colágeno?

 

Estudos mostram que a suplementação de colágeno pode aumentar a massa e força muscular, reduzindo os efeitos relacionados à perda muscular relacionada com a idade. Desse modo, é exatamente por isso que algumas pessoas procuram saber se idosos podem tomar colágeno.

Assim, a suplementação de colágeno hidrolisado previne, regenera e aumenta a densidade óssea, entre outros benefícios. Além disso, o colágeno permite que o organismo mantenha uma quantidade de massa muscular adequada, sendo um grande aliado contra os processos de flacidez tecidual.

Dessa forma, a ingestão de 10gr de colágeno hidrolisado diariamente, junto com uma dieta equilibrada e uma rotina de exercícios traz inúmeros benefícios para o organismo dos idosos:

 

  • Melhora a saúde da pele
  • Ajuda no ganho de músculos
  • Reduz a degeneração articular
  • Diminui a dor nas articulações
  • Aumenta o rendimento energético
  • Aumenta a densidade óssea
  • Protege a saúde cardiovascular
  • Ajuda a controlar a obesidade
  • Melhora as unhas e cabelos

 

Portanto, esses são alguns dos benefícios do consumo do colágeno hidrolisado. Para utilizá-lo, o colágeno líquido possui uma concentração de colágeno maior, é digerido mais rapidamente e tem completa absorção no organismo.

Resultados: combate o envelhecimento da pele, fortalece unhas e cabelo, auxilia na cicatrização de tecidos e melhora a saúde das articulações.

Mantenha seu corpo jovem por muito mais tempo! Acesse nosso site e conheça os kits de colágeno líquido qualinova!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *